Publicado em: 15/09/2020

Votação da Reforma Tributária na Assembleia Legislativa é adiada

A Assembleia Legislativa decidiu, no final da manhã desta terça-feira, adiar a votação da Reforma Tributária, que estava prevista para começar amanhã. A decisão se deu por meio de acordo de líderes de bancada.

Nessa segunda-feira, o governo do Estado apresentou uma série de alterações aos projetos, para tentar amenizar as resistências. Ela seriam incorporadas por meio de uma emenda aos textos originais. Mesmo assim, hoje, alguns deputados já manifestaram posição contrária.

Segundo a colunista de política, Taline Oppitz, se a votação ocorresse amanhã o governo não teria os votos necessários. Até agora, o governo de Eduardo Leite tem 100% de aprovação no Legislativo. A decisão de suspender a sessão foi tomada em reunião virtual conduzida pelo presidente Ernani Polo (PP), após sugestão do deputado Sérgio Turra (PP). Turra é um dos deputados que manifestou posição contrária à proposta. A reforma tributária apresentada pelo governo prevê mudanças no ICMS, na tributação da cesta básica e na cobrança do IPVA, entre outros pontos. A proposta estabelece ainda um programa de retorno do imposto para famílias mais pobres.
CORREIO DO POVO