Publicado em: 22/01/2021

Projetos oportunizam desenvolvimento de crianças

IMPRENSA SICREDI

Com o apoio do Sicredi, através do Fundo de Desenvolvimento Regional, alunos participam de aulas de violão e de educação financeira

Oferecer oportunidades a todas as pessoas da sua área de atuação, faz parte das ações da Sicredi Alto Uruguai RS/SC/MG. Isso se comprova com várias iniciativas, entre elas, o apoio a dois projetos – “Fênix”, de Saudades/SC, e “Aulas para crianças e adolescentes carentes”, de Iraí/RS. As duas atividades oferecem capacitação a alunos em vulnerabilidade social.

O projeto Fênix, desenvolvido deste 2015 em formato de aulas de teatro, este ano inovou e está trabalhando a educação financeira com crianças e adolescentes que não têm condições de pagar o curso, envolvendo também suas famílias. Para isso, a instrutora, Lorena Ternus, contou com o apoio da Cooperativa que foi parceira do projeto. “Conhecendo nossa realidade, vendo o endividamento por parte de algumas famílias, víamos a dificuldade que muitos pais têm de lidar com os filhos em situações que envolvam dinheiro. Impulsionada pela minha filha que é economista, senti esta necessidade e estamos desde agosto atendendo grupos de crianças e adolescentes semanalmente. Com a participação das famílias, trazemos às aulas problemas reais que eles enfrentam, buscando resolver de forma leve, prazerosa, falando também da necessidade de impor limites e sempre ter planejamento financeiro. Buscamos soluções para questões pequenas, mas que depois terão um reflexo muito grande no desenvolvimento dos alunos quando forem adultos”, salienta Lorena.

Queremos contribuir para o crescimento e desenvolvimento dessas crianças, acreditando que podem ter um futuro brilhante”, explica a educadora, acrescentando que se não fosse o apoio do Sicredi, seria difícil conseguir envolver crianças vulneráveis. “A Cooperativa é nossa parceria e é um presente a nossa comunidade. Sei que as aulas estão sendo benéficas às crianças, por isso precisamos valorizar este recurso que nos foi destinado, pois ele vai agregar e fazer a diferença na vida destes alunos”, acredita Lorena.

 Curso de violão

Com o mesmo formato, de dar oportunidade a crianças e adolescentes que não têm condições de pagar um curso particular, o instrutor, Lucas da Costa, por solicitação de professores de escolas e pais, idealizou o projeto “Aulas de violão para crianças e adolescentes carentes”. “Iniciamos as aulas semanais em agosto de 2020, em uma área emprestada pelo CTG, e estamos com 15 inscritos. Como o projeto vai até agosto de deste ano, temos a possibilidade de abrir novas turmas, de cinco a seis alunos cada. Nossa ideia é contribuir com a evolução deles e montar apresentações que possam demonstrar o aprendizado. Somos muito gratos ao Sicredi por se sensibilizar com o nosso projeto e nos apoiar para desenvolvê-lo”, conclui Costa.