Publicado em: 13/04/2018

Prestes a completar 87 anos de história, Simers recebe homenagem na Assembleia Legislativa

Marcos Nagelstein/ Agência Preview

“A luta pela vida é assim: está incorporada ao comportamento, à forma de agir do Simers. Que fique registrado nos anais desta casa que a Assembleia Legislativa reconhece o valor deste trabalho”. Com essa frase, o deputado Pedro Ruas encerrou o Grande Expediente dedicado pela Assembleia Legislativa em reconhecimento à trajetória e o trabalho do Simers.

Realizada na tarde desta quinta-feira (12/abr), no plenário da casa, a homenagem envolveu deputados de diferentes partidos e deixou claro que, mais do que um sindicato focado na defesa da categoria médica, o Simers é um agente de transformação social que luta pela saúde de todos os gaúchos. A sessão foi presidida pelo deputado Missionário Volnei (PR) e registrou apartes dos deputados Frederico Antunes (PP) e Tiago Simon (PMDB), além do próprio Missionário Volnei. Na tribuna, a solenidade foi conduzida pelo deputado – e também proponente da homenagem – Pedro Ruas (Psol). Todas as manifestações saudaram o trabalho desenvolvido pelo Simers ao longo de seus quase 87 anos de história.

Ruas lembrou de contribuições importantes que o sindicato deu para a sociedade gaúcha através de suas lutas. Destacou também o trabalho em prol do Beneficência Portuguesa, liderado pelo Simers, e que hoje conta com o apoio de uma Frente Parlamentar.

“Na sua existência, o Simers passou a ter essa marca, de que não abrindo mão de seus compromissos com a defesa das prerrogativas profissionais dos médicos e das médicas, também atua – e de forma intensa e eficaz – nas reivindicações e lutas que são de toda a sociedade gaúcha”, sublinhou. “É a luta por saúde. É a luta pela saúde”.

Em sua fala, o deputado Frederico Antunes saudou o trabalho do Simers e alegou que a entidade médica “é um exemplo para os demais sindicatos em termos de fidelidade a princípios e causas”. “Em nome da bancada do PP, quero dizer que admiramos o Simers e que ele deve continuar exatamente como está.”

Em outro aparte, o deputado Missionário Volnei parabenizou o Simers por sua atuação. “O Simers é mais do que um sindicato. Vem atuando pela defesa da saúde em todo o nosso estado, com campanhas não só pelos médicos, mas também pelo aumento do número de leitos e a salvação de hospitais, a exemplo do Beneficência. Vida longa ao Simers!”. Já Tiago Simon enfatizou o papel do Simers na busca de um sistema de saúde mais eficiente. “Precisamos de um sistema de saúde que seja público, mas que tenha sustentabilidade e atue com transparência e qualidade na gestão. E o sindicato cobra permanentemente essas questões do poder público.”

Para a vice-presidente do Simers, Maria Rita de Assis Brasil, a homenagem comprova a relevância da entidade para todos os gaúchos. “É um reconhecimento da nossa postura como uma entidade cuja atuação ultrapassa as lutas corporativas. Mostra que nós temos, de fato, uma inserção na sociedade gaúcha e brasileira de uma maneira muito crítica, na medida em que lutamos por melhores condições de saúde para todos”, afirmou ela. Além de Maria Rita, compuseram a mesa do Grande Expediente os diretores do Simers Germano Bonow, Jorge Eltz, Clarissa Bassin, Gisele Lobato e André Gonzáles.