Publicado em: 10/09/2019

Prefeitos sugerem que Exército atue na recuperação da BR 386

ASCOM

A região volta se mobilizar em favor da recuperação da BR 386, no Norte do Estado. Atualmente o Dnit realiza apenas alguns trabalhos de melhorias em locais onde a pista apresente maiores deformações. A recuperação completa, com a colocação de nova camada de asfalto, por equipes do Exército, do trecho de 67,6 km da BR 386, entre Iraí (divisa com Santa Catarina) e Boa Vista das Missões, passando por Frederico Westphalen e Seberi, foi sugerido em reunião realizada nesta segunda-feira,9. O encontro no Centro Administrativo de Frederico Westphalen reuniu prefeitos, vice-prefeitos, além de representantes de universidades e da Associação Comercial e Industrial (ACI) local.

Segundo o prefeito de Frederico Westphalen, José Alberto Panosso, que teve a iniciativa da reunião, a pista da principal rodovia federal da região Norte apresenta a pista totalmente deteriorada. “A BR 386 recebe grande fluxo de veículos, grande parte de caminhões de carga que entram e saem do Rio Grande do Sul, em Iraí, na divisa do Estado de Santa Catarina e necessita de uma restauração completa e urgente”, disse. Panosso avalia que os administradores e lideranças presentes entenderam como positiva a possibilidade de equipes do Exército procederem a recuperação da pista. “Estamos elaborando um documento que será assinado pelos prefeitos e lideranças, o qual será enviado ao governo federal, com a sugestão de que o Exército, através do respectivo setor, possa atuar na melhoria da rodovia”, afirmou.

AP

Os prefeitos também aprovaram a elaboração de um documento que será encaminhado ao Dnit, Casa Civil e Presidência da República, solicitando atenção especial e realização de obras neste trecho da rodovia. “Chega de estender tapetes vermelhos para os políticos que vem até nossa região e os problemas não são resolvidos, mesmo com tantos pedidos de socorro em favor desta rodovia federal”, afirmou o prefeito de Iraí, Antonio Vilson Gonçalves.O vice-prefeito de Seberi, Marcelino Galvão Bueno lembra que há 50 anos este trecho da rodovia não recebe obras completas de recuperação.

Dnit

Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) informou que vem realizando serviços de manutenção de pavimento, rotineiros na rodovia, de Iraí a Boa Vista das Missões  e que os serviços são de natureza continuada. A nota do Dnit cita que o contrato de manutenção tem duração de dois anos e que a intensidade de aplicação de recursos está de acordo com o orçamento empenhado pelo governo federal. Com informações do Correio do Povo e RS NORTE.