Publicado em: 06/08/2015

Meningites

DR-DOSA-2-244x300 Dr. Diego Cassol Dozza

Especializado em

Neurocirurgia – CRM 27281

Hoje explicaremos um pouco sobre as meningites e suas formas de apresentação. Meningite é uma inflamação das membranas que revestem e protegem o cérebro, chamadas de meninges. A maioria dos casos provêm de processos infecciosos que atingem estas meninges, podendo ter sua origem na contaminação por vírus, bactérias ou mais raramente fungos. A contaminação ocorre através das vias respiratórias, via hematogênica ou por complicação de processos infecciosos como sinusites ou otites. As meningites virais são as mais frequentes, atingem principalmente crianças e tem apresentação mais branda em relação as bacterianas. As meningites virais geralmente se manifestam com sintomas semelhantes a um resfriado forte, há relato de dor de cabeça, febre, prostração, podendo haver náuseas, vômitos , com ou sem rigidez de nuca. Como a maioria das viroses são auto limitadas não há necessidade de tratamento especifico, apenas medicações sintomáticas para febre, dor e hidratação. Ocorre o contrário nas meningites bacterianas na qual o inicio de antibiótico precoce é de vital importância. As meningites bacterianas tem uma apresentação mais grave: a dor de cabeça é intensa, febre alta e frequente, associada a vômitos, rigidez de nuca e em alguns casos complicados à alteração do estado de consciência como sonolência ou torpor. Podem acontecer em qualquer idade, mas são mais frequentes nos extremos etários (infância e idosos) ou em indivíduos com imunidade reduzida. Manchas avermelhadas ou arroxeadas podem surgir pelo corpo o que pode indicar gravidade do caso e infecção generalizada. Pacientes com suspeita de meningite devem ser avaliados em um serviço de emergência, o diagnostico é feito através de um exame chamado punção lombar, no qual é extraído uma pequena amostra de líquor (que é um fluído que reveste o cérebro e a medula espinhal). Através deste exame pode-se identificar qual é o tipo de patógeno (bactéria, vírus, fungo) que esta causando o quadro de meningite. Nos casos da meningite bacteriana, o início de tratamento com antibiótico deve ser instituído o mais precoce possível. Existem vacinas disponíveis no calendário de vacinação da criança do Programa Nacional de Imunização e que protegem contra alguns tipos de meningite, entre elas destaca-se Vacina Pentavalente: protege contra meningite e outras infecções causadas pelo H. influenzae tipo b, Vacina BCG: protege contra as formas graves de tuberculose (miliar e meníngea), vacina Meningocócica conjugada C: protege contra doença invasiva causada por N. meningitidis do sorogrupo C e Vacina Pneumocócica conjugada que protege contra doenças invasivas e outras infecções causadas pelo S. pneumoniae . Estas vacinas também se encontram disponíveis em clinicas particulares especializadas.

tel (54) 3622-2989/3622-2990

Sarandi – Rua Paulo DallÓglio 1655, tel (54) 3361-2774

Palmeira das Missões – Rua Francisco Pinheiro 332, sala 101,

tel (55) 3742-4909

Frederico Westphalen – Clínica Raimed, Rua Tenente Portela 435,

tel (55) 3744-3100