Publicado em: 27/03/2018

Incêndio no Instituto Penal de Carazinho foi criminoso, aponta perícia

Rodolfo Silva / Rádio Diário AM

O laudo da perícia apontou que o incêndio, que destruiu parte do Instituto Penal de Carazinho, no Alto do Jacuí, foi criminoso. Contudo, segundo a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), ainda não há detalhes de como o fogo começou. O incêndio de grandes proporções atingiu o local no domingo e só foi controlado após três horas.

Os 108 presos que estavam no local, destinado ao regime semiaberto, foram liberados para dormir em suas residências, contudo precisam se apresentar todos os dias às 9h, no Instituto Penal. De acordo com a Susepe, a tendência é de que todos eles sejam transferidos para outras casas prisionais. Os locais, no entanto, não serão divulgados.