Publicado em: 06/07/2018

Hospital Regional de Santa Maria inicia atendimento semana que vem

Os primeiros atendimentos do Hospital Regional de Santa Maria começam na próxima segunda-feira (9). Inicialmente, vai entrar em funcionamento apenas o ambulatório de doenças crônicas, espacializado em hipertensão e diabetes mellitus. A projeção é de que sejam atendidos 5 mil pacientes por ano. Eles devem ser encaminhados pelas unidades básicas de saúde. Assim, o local vai complementar o atendimento da atenção primária, oferecido nos postos. Como todo hospital regional, a unidade será exclusivamente para pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde). 

O ambulatório vai garantir o cuidado integral e continuado aos pacientes considerados de risco e alto risco, como os hipertensos e os diabéticos. A equipe será formada por médicos especialistas em cardiologia, endocrinologia, nefrologia e oftalmologia, além de enfermeiros, nutricionistas, psicólogos  fisioterapeutas farmacêuticos e educadores físicos.

O governador José Ivo Sartori e o secretário da Saúde, Francisco Paz participaram da solenidade de inauguração. Sartori disse que a abertura do ambulatório é mais um passo importante para melhorar e qualificar a rede de saúde da região: “Para nós, é um assunto sério. Por isso, buscamos resolver os desafios do Hospital Regional com atitude e não com discurso. E assim foi feito pela Secretaria da Saúde, que, depois do aval da Procuradoria Geral do Estado, tratou com total empenho e responsabilidade dos detalhes junto ao Instituto de Cardiologia, gestor da entidade. Esta ação faz parte do modelo de gestão que adotamos. Mexemos na estrutura do Estado e estamos promovendo as mudanças necessárias para o Rio Grande. Esta é mais uma semente que ainda vai render muitos frutos”.

Paz reforçou que novos serviços serão inaugurados em breve: “Iniciamos pelo ambulatório de doenças crônicas. Mas já estão  previstos o ambulatório de reabilitação física, uma unidade de cuidados prolongados que se tornará referência no atendimento para traumatologia e neurologia”.

Histórico e novos serviços

Os próximos serviços que, em breve, serão oferecido à população são o ambulatório de reabilitação e a área de cuidados prolongados. Isso deve acontecer nos próximos meses. A previsão é de que o Hospital Regional de Santa Maria esteja operando com capacidade máxima em cerca de um ano, com 270 leitos do SUS. O hospital será uma referência regional e estadual na área da saúde, incluindo serviços de alta complexidade, neurologia,  traumatologia e ortopedia. Trinta e dois municípios serão beneficiados.

A construção do hospital começou em 2010, com recursos estaduais e do Ministério da Saúde, em terreno doado para o Estado pela família Schons. A obra foi concluída e entregue em 2016 e custou cerca de R$ 70 milhões. O Instituto de Cardiologia foi escolhido para ser o gestor do hospital, pela excelência da instituição. O convênio foi assinado em junho deste ano. A infraestrutura de acesso foi executada pela prefeitura de Santa Maria.

Vistoria da ERS 509

Na visita a Santa Maria o governador vistoriou uma importante rodovia da região, a ERS-509, conhecida pelos moradores como faixa velha de Camobi (um bairro de Santa Maria, onde ficam a Universidade e o Hospital Federal). As obras de duplicação abrangem 4,3 quilômetros e estão quase prontas. Oitenta por cento dos serviços estão concluídos, como, por exemplo, a construção e a pavimentação da pista nova e o sistema de drenagem. Ainda faltam os aterros do viaduto sobre a Avenida Osvaldo Cruz e as alças de retorno, além da sinalização.

Os serviços estavam paralisados e foram retomados pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (DAER) na última segunda-feira (2), após a obtenção de empréstimo de R$ 38,7 milhões junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A previsão de conclusão dos serviços é de 90 dias.

A duplicação deve facilitar o fluxo de veículos e trazer mais segurança aos motoristas. A ERS-509 é uma das vias mais utilizadas na região. Grande parte da produção de soja que vai para o Porto do Rio Grande passa pela estrada.