Publicado em: 16/11/2020

Eleitores poderão justificar ausência pelo e-Título a partir desta segunda-feira

O secretário de Tecnologia da Informação do TRE-RS, Daniel Wobeto, comentou na live do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RS), transmitida no YouTube, sobre os problemas no aplicativo e-Título, que não suportou o número expressivo de acessos que derrubaram o sistema. “O que aconteceu foi muito frustrante. Trabalhamos para construir uma alternativa para que o eleitor pudesse resolver suas questões de forma prática, sem necessidade de se deslocar ao cartório eleitoral”, comentou.

Segundo ele, é obrigação do TRE-RS oferecer uma alternativa ao eleitor. “O e-Título deveria disponibilizar a possibilidade de justificativa de impedimento de votar. Mas as pessoas puderam justificar presencialmente em alguma Seção Eleitoral”, explicou o secretário do TRE-RS. A partir desta segunda-feira, por um período de 60 dias, os eleitores poderão justificar os motivos pelos quais não participaram do pleito. “Pode ser feito no próprio aplicativo e pode juntar documentação, como um atestado médico, por exemplo”, diz Wobeto.

Fila de requisições

Se o aplicativo estivesse funcionando perfeitamente, o eleitor acessaria a localização e comprovaria que estava fora do domicílio eleitoral, abrindo a janela de justificativa. “Neste caso a orientação é fazer um print da tela, comprovando que não conseguiu fazer a justificativa”, informa. Ele explica que a fila de requisições congestionou o sistema, provocando negação do serviço.

Segundo o TRE-RS, até o momento, 327 urnas foram substituídas, de um total de 26.365 no Estado, o que representa 1,5%. O número é menor que nas eleições em 2016 e 2018. “Isso é fruto do trabalho de manutenção das urnas. Graças ao trabalho constante de manutenção, o índice de falhas foram menores”, comemora Wobeto.