Publicado em: 10/09/2020

Creluz adere ao Piseg-RS e garante viaturas para Brigada Militar e Polícia Civil

Foto: Edevaldo Stack / Divulgação / CP

A Cooperativa de Geração e Distribuição de Energia (Creluz), com sede em Pinhal, no Norte do Estado, anunciou sua adesão do Programa de Incentivo ao Aparelhamento da Segurança Pública (Piseg-RS), do Governo do Rio Grande do Sul.

Segundo o presidente da entidade, Elemar Battisti, a Creluz já vem destinando em média R$ 2,5 mil para a área da segurança pública da região. Ele disse que, a partir da adesão ao Piseg, mais recursos serão canalizados para as forças de segurança em vários municípios da região. “Este auxílio tem como beneficiados finais as famílias cooperadas da Creluz, seja nas cidades ou na área rural, que vivem nesta região e contarão com um maior aparato na área da segurança pública”, observa.

Battisti informou que a Creluz recolhe grande soma de recursos de ICMS e um percentual deste valor será canalizado para a área da segurança pública. A Creluz possui mais de 24 mil associados em 36 municípios das microrregiões do Médio Uruguai e Celeiro.

O presidente lembra ainda, que por iniciativa própria a Creluz também desenvolve um importante programa que contribui muito para a segurança e o bem-estar social em sua área de atuação, ou seja  o Pro-lumi, programa que garante uma melhoria significativa na qualidade da iluminação pública em cidades, vilarejos e trevos,  em parceria com os municípios. A expectativa é que, inicialmente, a cooperativa garanta recursos para compra de uma viatura 4 x 4 para a Brigada Militar e uma viatura para a Polícia Civil.

Parceria fortalece estrutura da Brigada Militar e Polícia Civil

O comandante do 37º Batalhão de Polícia Militar com sede em Frederico Westphalen, major Carlos Alberto de Aguiar, o Grupo Creluz se torna a primeira empresa da região a aderir ao programa. “Similar às leis de incentivo à cultura e incentivo ao esporte, o PISEG tem como essência incentivar que empresas ajudem as forças de segurança em troca de redução de ICMS, sendo que na prática, cada empresa pode destinar ao Piseg até 5% do total a recolher do ICMS, recebendo isenção desse valor do imposto no mês seguinte”, detalha o comandante do 37º BPM.

O major Aguiar afirma que o Piseg é a primeira lei que permite aos contribuintes direcionarem recursos para à segurança pública, permitindo maior participação da sociedade civil no fortalecimento das forças policiais e demais instituições vinculadas à segurança, em uma clara colaboração entre a iniciativa privada e o poder público. “Temos certeza que a estrutura operacional do setor de segurança pública na região, seja da Brigada Militar, como da Polícia Civil saem muito fortalecidas nesta iniciativa e ação de união, gestão e solidariedade”, disse.

Amzop elogia

O presidente da Associação dos Municípios da Zona da produção (Amzop), prefeito de Rodeio Bonito, José Arno Ferrari elogiou a cooperativa Creluz por aderir ao PISEG. “Este é um programa importante que vai trazer muitos benefícios para a área da segurança pública, uma área que enfrenta carências e a Creluz amplia seu papel social e de cooperação”, afirma. Ferrari disse, ainda, que o tema segurança pública está sempre presente na pauta da Amzop, justamente pela falta de viaturas e efetivo que a BM e a Polícia Civil enfrentam.

CORREIO DO POVO