Publicado em: 15/12/2017

CLAREAMENTO DENTAL

Sabrina Guerra
Cirurgiã Dentista CRO/20498
Rua Arthur Milani, 854, Sesc Frederico Westphalen
Consultório Odontológico, Rua do Comércio 1392, Taquaruçu do Sul

Um sorriso perfeito faz a diferença na vida de qualquer pessoa: aumenta a autoestima, a convivência social, além de ser um incentivo para o cuidado ainda maior com a saúde bucal. Por isso, o clareamento dental é um dos procedimentos odontológicos estéticos mais procurados, mas que também gera muitas dúvidas. É importante lembrar que, seja no método caseiro ou de consultório, o acompanhamento do dentista é imprescindível para evitar eventuais problemas que possam surgir pelo uso dos géis sem o devido conhecimento profissional.

Como funciona o clareamento dental?

O dente possui pigmentos em seus tecidos superficiais e profundos. Estes pigmentos vêm principalmente da dieta rica em corantes. O agente clareador é capaz de penetrar na estrutura dental e reagir quimicamente com estes pigmentos, quebrando-os em moléculas muito menores, que refletem a luz de maneira diferente – e podem inclusive ser difundidos para fora da estrutura dental, causando a diferença visual de dentes mais claros.

Quem pode fazer o clareamento dental?

A indicação é que o clareamento dental seja evitado por gestantes, lactantes e pessoas abaixo de 15 anos (nessa idade, a câmara pulpar ainda é muito ampla, e isso pode tornar os efeitos da sensibilidade mais intensos). Para quem não se encaixa nessas categorias, o clareamento dental pode ser realizado, desde que a saúde bucal esteja garantida e seja acompanhado por um profissional.

Clareamento dental deixa os dentes sensíveis?

Durante o tratamento, pode haver hipersensibilidade dental, de acordo com particularidades de cada paciente – problema tranquilamente contornado pelo profissional, caso o paciente relate incômodo. Após a finalização do tratamento, a hipersensibilidade cessa, e os dentes retomam a sua normalidade. É importante ressaltar que a maioria dos pacientes não apresenta hipersensibilidade, e para aqueles que apresentam, há alternativas para tratar o efeito indesejado.

Clareamento dental pode ser prejudicial à saúde bucal?

O clareamento dental não altera a integridade dos dentes e não os torna mais frágeis, fracos, nem mais suscetíveis às cáries. Inicialmente pode haver uma pequena perda de conteúdo mineral do esmalte, mas esses minerais são repostos naturalmente pela própria ação da saliva em pouco tempo.

Quais são os efeitos colaterais do clareamento dental?

Durante o clareamento dental, é possível que o paciente sinta um aumento da sensibilidade dos dentes a variações de temperatura, principalmente ao frio. Ela pode ser controlada com alguns tratamentos prescritos pelo dentista. Irritações na gengiva, garganta, língua ou lábios podem acontecer, embora isso seja em decorrência do uso em excesso de gel na moldeira.