Publicado em: 15/02/2021

Câncer Infantil: 15 de fevereiro é dia Internacional de Luta contra a doença

Foto: Helena Emke Totel, três anos, de Santa Rosa, realizada desde junho de 2020, tratamento contra uma Neoplasia Maligna do Tecido conjuntivo e tecidos moles da região pelve (Foto Assessoria de Comunicação HSVP/Caroline Silvestro)

O dia 15 de fevereiro é lembrado como Dia Internacional de Luta contra o Câncer Infantil, doença que, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), atinge anualmente cerca de 8,4 mil crianças e adolescentes no Brasil. Diferente da doença nos adultos, o câncer infantil não possui fatores de risco ou formas de prevenção, sendo o diagnóstico precoce e o tratamento especializado em centros adequados à forma de combate à doença.

Em Passo Fundo, o Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) é referência para o tratamento do câncer infantojuvenil, atendendo pacientes de 216 municípios do Rio Grande do Sul, totalizando 2.076.312 habitantes. Em 2020, 66 novos pacientes chegaram até a instituição, um aumento considerável em relação a 2019, quando 42 novos pacientes chegaram ao Centro Oncológico Infantojuvenil do HSVP. Atualmente, 82 pacientes estão em tratamento no Unidade e a luta diária é em busca do aumento das chances de cura, que podem ultrapassar 70%, quando o paciente é recebido em um centro como o HSVP.

Ainda, para o diagnóstico precoce, pais e médicos precisam ficar atentos a sinais e sintomas, que segundo o Oncologista Pediátrico e Coordenador do Centro Oncológico Infantojuvenil, Dr. Pablo Santiago, também são frequentes em outras doenças: “febre persistente, suores noturnos  a ponto da criança ter que trocar de pijama, perda de peso em período curto de tempo, aumento de ínguas, aumento do volume abdominal, palidez, alterações no Hemograma como plaqueta baixa, anemia ou alteração de leucócitos. Além disso, tendência à hematomas, manchas no corpo, cansaço, dor do óssea, dor de cabeça, falta de equilíbrio, estrabismo e inchaço em locais específicos podem indicar a presença de uma neoplasia”.

Após o diagnóstico, o tratamento precisa iniciar o mais breve possível, sendo que consistem na quimioterapia, medicação alvo, radioterapia e cirurgia, conforme cada caso. Santiago evidencia a importância de este tratamento ser realizado em um Centro especializado, onde a criança ou adolescente, juntamente com a família, receberá o apoio e o cuidado de uma equipe multiprofissional. “O paciente precisa de acompanhamento de todos os profissionais, pois além da cura da doença, essa criança ou adolescente precisa ter qualidade de vida após o tratamento. Infelizmente, no estado, ainda temos crianças sendo atendidas em locais que não são especializados”, destaca.

Hoje, uma criança com câncer de qualquer município da região pode ser rapidamente encaminhada através de um contato médico com o núcleo de regulação do Hospital São Vicente de Paulo (NIR) e receber atenção experiente desde o momento em que é admitida no setor de emergência pelos médicos de plantão. “No Centro, além da presença de médicos especialistas, outras disciplinas juntam-se na atenção aos pacientes e suas famílias, como, recepcionistas, enfermeiros, fisioterapeutas, nutricionistas, farmacêuticos, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais e pedagogas, que se mobilizam todos os dias em torno de um assunto complexo que é o Câncer Infantojuvenil”, destaca o oncologista.

 Uma causa de todos

O Câncer Infantojuvenil é um problema de saúde pública, por isso a participação de comunidade, poderes públicos e entidades, além dos hospitais, é fundamental para o combate à doença. Nesta luta, o Hospital São Vicente une forças a parceiros para melhorar cada dia mais o atendimento aos pacientes.

Neste sentido, o Hospital destinou uma área de 463,8 m², que será reformada e possibilitará a implantação de 15 leitos de internação, entre isolamento e enfermaria, que beneficiarão os pacientes infantojuvenis em tratamento oncológico. Hoje, os pacientes não têm uma ala específica para a internação e a nova unidade trará mais conforto e ludicidade, além de equipamentos e infraestrutura adequada, com profissionais especializados na área, atuando no atendimento às crianças e adolescentes em tratamento.

Para a reforma, uma campanha está em andamento, em parceria com o Instituto do Câncer Infantil (ICI), de Porto Alegre, intitulada “Leão da Coragem e o Planeta Cura”.   A meta é arrecadar R$ 1 milhão de reais. A captação das doações está sendo feita por meio da Central de Doações do ICI está entrando em contato com a comunidade e empresas da região de Passo Fundo. No entanto, quem quiser fazer uma doação, pode entrar em contato pelo fone (51) 99230-9593. Caso você queira saber mais sobre o trabalho, projeto, é possível visitar o Espaço Planeta Cura, localizado na rua XV de Novembro, 415, térreo, de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30, sem necessidade de agendamento prévio (apenas para grupos de empresas que queiram visitar a instituição ou fazer doações maiores). Mais informações em (54) 2103 4132.