Publicado em: 21/03/2019

Adiada a abertura da UPA de Frederico Westphalen

Por determinação do Ministério Público a prefeitura de Frederico Westphalen acatou, nesta semana a recomendação expedida pelo promotor de Justiça João Pedro Togni e anulou o processo de dispensa de licitação nº 10/2019 e o contrato administrativo de gestão nº 105/2019. Os documentos tratavam da abertura de Unidade de Pronto Atendimento (UPA). No final da tarde desta quinta-feira,21, o promotor de Justiça, João Pedro Togni e o prefeito de Frederico Westphalen concederam entrevista, no MP, para confirmar que foi anulado o processo de dispensa de licitação nº 10/2019 e o contrato administrativo de gestão nº 105/2019, referentes à Unidade de Pronto Atendimento (UPA). “A ação do MP visa o cumprimento da Lei das Licitações, a observância da Legislação, sendo que a empresa escolhida para gerir a unidade havia sido escolhida por processo de dispensa de Licitação”, disse o promotor.

O prefeito José Alberto Panosso confirmou que a Administração Municipal acatou a recomendação do MP e anulou o processo de dispensa de licitação. “Vamos fazer os novos encaminhamentos necessários, através de Licitação e em pouco tempo queremos ver a UPA em pleno funcionamento, pois é uma unidade de saúde que vai atender a população local e mais sete municípios”, afirmou Panosso. A abertura da UPA estava marcada para hoje, 22, sexta-feira. A UPA, localizada no Bairro Fátima é a primeira da região do Médio Uruguai. Na comunidade a expectativa era muito grande para que, os serviços de atendimento na área da saúde, iniciassem o mais rápido possível. A Unidade terá 80 pessoas trabalhando entre funcionários, médicos e enfermeiros.