A Escola Estadual de Ensino Fundamental Afonso Pena é homenageada em Porto Alegre

Social
Tags

AL/DIVULGAÇÃO

A Escola Estadual de Ensino Fundamental Afonso Pena, de Frederico Westphalen, foi homenageada na noite desta segunda-feira, 7, pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. O evento ocorreu no Memorial do Legislativo, em Porto Alegre. A Instituição foi premiada com o Troféu Educacional Leonel de Moura Brizola, destinado às escolas da rede pública estadual e municipal que obtiveram as melhores notas no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb 2015).
No Estado, apenas 16 instituições de ensino foram premiadas, em quatro categorias, e o educandário frederiquense é o único da região a receber a honraria. Alunos, professores e o diretor da escola, Claudecir Frizon, estiveram na solenidade de premiação.

Criada pela Resolução 3.035, de 8 de abril de 2009, a distinção premia as escolas da rede pública estadual e municipal que obtiverem as melhores notas no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB 2015), divulgadas pelo Ministério de Educação (MEC) em setembro do ano passado. Já foram premiadas em edição anterior as escolas melhores colocadas no IDEB de 2009, de 2011 e de 2013

São contempladas com o Troféu Educacional Governador Leonel de Moura Brizola, a primeira, a segunda e a terceira colocadas, correspondentes aos anos iniciais e finais do ensino fundamental nas redes públicas estadual e municipais.

Instituições premiadas

ESTADUAL – SÉRIE INICIAL

1º LUGAR   – empatadas com nota 7,8

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL NOSSA SENHORA DA PAZ – Campinas do Sul

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL ORESTES MANFRO – São Marcos

INSTITUTO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROFESSOR DIEHL – Quarai

2º LUGAR – com nota 7,7

INSTITUTO ESTADUAL TIRADENTES – Nova Prata

3° LUGAR – empatadas com nota 7,6

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO PROFESSOR ANTONIO BARELLA – Novo Machado

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL AFONSO PENA – Frederico Westphalen

ESTADUAL – SÉRIE FINAL

1º LUGAR – com nota 6,6

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL ORESTES MANFRO – São Marcos

2º LUGAR – com nota 6,2

COLÉGIO ESTADUAL VICENTE DE CARVALHO – Dois Lajeados

3º LUGAR – Empatadas com nota 6,1

COLÉGIO ESTADUAL MONSENHOR PERES – Vista Alegre do Prata

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL EDISON QUINTANA – Ibirubá

ESCOLA EESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL PROFESSOR FIRMINO CARDOSO JÚNIOR – São Pedro do Sul

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL RUI BARBOSA – Ijuí

MUNICIPAL –  SÉRIE INICIAL

1º LUGAR – com nota 8,7

ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL SANTA CRUZ – Farroupilha

2° LUGAR – com nota 7,9

ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL VINTE E CINCO DE JULHO – Picada Café

3º LUGAR – com nota 7,8

ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL MARQUÊS DO HERVAL – Campo Bom

MUNICIPAL –  SÉRIE FINAL.

1º LUGAR – com nota 7,2

ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL SANTA CRUZ – Farroupilha

2º LUGAR – com nota 6,5

ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL ÁGUAS BRANCAS – Três Coroas

3º LUGAR – empatadas com nota 6,4

ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL LUCIA MOSSMANN – Campo Bom

ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL RUI BARBOSA – Campo Bom

Leonel de Moura Brizola
Leonel de Moura Brizola nasceu em carazinho (RS) em 22 de janeiro de 1922, foi engenheiro civil, prefeito de Porto Alegre, deputado estadual e governador do Rio Grande do Sul, deputado federal pelo Rio Grande do Sul e pelo extinto estado da Guanabara e duas vezes governador do Rio de Janeiro.

Como prefeito de Porto Alegre, eleito em 1955, marcou a sua gestão pela construção de escolas primárias e melhoria nos transportes coletivos da cidade.

Em outubro de 1958, foi eleito governador gaúcho, com mais de 55% dos votos. Empossado em janeiro de 1959, criou a Caixa Econômica Estadual e adquiriu o controle acionário do Banco do Rio Grande do Sul. Criou a Aços Finos Piratini e a Companhia Rio-grandense de Telecomunicações e pressionou o governo federal a instalar uma refinaria no Estado. Encampou a Companhia Telefônica Rio-Grandense, uma subsidiária da ITT. No setor de educação, construiu 5.902 escolas primárias, 278 escolas técnicas e 131 ginásios e escolas normais.

Durante seus dois mandatos como governador do Rio de Janeiro (1983-1987 e 1991- 1994), Brizola pôs em prática seu projeto de maior repercussão na educação, os Centros Integrados de Educação Pública (CIEPs), acompanhado pelo antropólogo Darcy Ribeiro e pelo arquiteto Oscar Niemeyer. Os Cieps eram escolas de ensino integral, que contavam com salas de aula, refeitórios, ginásios poliesportivos, bibliotecas, alojamentos e assistência médica e odontológica.